web analytics

Desconfia que possa estar grávida? Esteja atenta aos primeiros sinais de gravidez, sendo que alguns deles podem aparecer mesmo antes de falhar a menstruação.

Mesmo antes de fazer um teste de gravidez, pode começar a ficar desconfiada por sentir alguns sinais. Mas como muitos deles são semelhantes aos que sente antes de menstruar, pode ser difícil diferenciá-los.

Embora a única maneira de ter a certeza de que está à espera de um bebé seja fazendo um teste de gravidez em casa (sendo que deverá sempre validar depois o resultado junto do seu médico) estes sinais iniciais – alguns dos quais podem ocorrer antes da menstruação atrasar – podem fornecer-lhe algumas pistas sobre se estará grávida.

Muitas pessoas têm planos de saúde para poderem ser acompanhadas ainda antes da gravidez e para terem uma equipa médica ao seu lado nesta fase tão importante da sua vida.

O Plano +CUF é uma excelente opção para que possa ter um acompanhamento durante a gravidez, no parto, e depois do parto. Tem acesso a consultas com preços especiais numa rede de mais de 20 unidades hospitalares em Portugal.

Quando começam os primeiros sinais de que pode estar grávida?

Pode ser difícil de precisar quando começam efetivamente a aparecer os primeiros sintomas de gravidez, dado que os mesmos podem aparecer em momentos distintos para pessoas diferentes.

No entanto, na maior parte das vezes, os sintomas iniciais de gravidez (como uma maior sensibilidade do olfato ou sentir os seios mais firmes) podem aparecer antes mesmo de falhar a menstruação, logo alguns dias após a fecundação.  Outros sinais, como as manchas, podem aparecer cerca de uma semana após a fecundação e outros ainda, como o aumento da frequência urinária, aparecem frequentemente apenas algumas semanas mais tarde.

Se a menstruação está atrasada, sente fadiga, enjoos matinais, manchas e seios mais firmes, convém fazer um teste de gravidez em casa.

No entanto, lembre-se de que sentir qualquer um destes sinais não significa que esteja grávida. Pelo contrário, pode não ter nenhum destes sintomas, e ter uma gravidez perfeitamente saudável.

Quais são os 12 principais sinais a ter em atenção?

  • Aumento da temperatura corporal basal

A temperatura basal corresponde à temperatura corporal que é medida mal acorda, em jejum, e sem fazer qualquer tipo de atividade física, incluindo sair da cama.

Se acompanhar regularmente com um termómetro esta primeira temperatura matinal, vai reparar que a sua temperatura sobre cerca de 1 grau após a conceção, e se mantém elevada durante toda a gravidez.

Embora não seja um sintoma infalível (existem vários outros motivos pelos quais a sua temperatura pode subir), a verdade é que pode ser um primeiro sinal de gravidez.

  • Sentir o olfato mais aguçado

Um sentido de olfato mais acentuado é normalmente associado a um sinal inicial de gravidez, e consegue transformar odores anteriormente suaves em cheiros fortes e desagradáveis. Por isso, se sentir subitamente o seu olfato a ficar mais sensível, pode significar que poderá estar grávida.

  • Alterações mamárias

Seios firmes, inchados e escurecidos e aréolas irregulares estão entre as alterações mamárias que poderá sentir no início da gravidez. O estrogénio e a progesterona são as hormonas responsáveis por estas alterações.

Poderá sentir maior sensibilidade mamária e até alguma dor associada, no entanto, isto significa apenas que o seu corpo se está a preparar para o que está para vir.

As suas aréolas (os círculos de pele à volta dos mamilos) podem escurecer e aumentar de diâmetro, sendo também provável que comece a notar pequenas protuberâncias a aumentar em tamanho e quantidade. Estas saliências, chamadas tubérculos de Montgomery, sempre existiram, mas começam agora a preparar-se para produzir mais óleos para lubrificar os seus mamilos quando começar a amamentar.

  • Fadiga

É muito comum que as futuras mães se sintam mais cansadas, logo desde a fase inicial da sua gravidez. Por isso, este é normalmente um sinal a considerar quando desconfia que pode estar grávida.
A melhor maneira de descrever esta fadiga é imaginar escalar uma montanha, sem treino para isso, enquanto carrega uma mochila que pesa um pouco mais a cada dia.

  • Sangramento Vaginal

É possível ter algum sangramento e estar grávida. Na verdade, algumas futuras mães experienciam o que é conhecido como sangramento vaginal seis a doze dias após a conceção.

Por vezes, um pequeno sangramento vaginal antes da menstruação é um sinal de gravidez, que sinaliza que o embrião se implantou na parede do útero. Por vezes, este sangramento é ainda acompanhado por cólicas menstruais.

Se quiser diferenciar entre o sangramento vaginal e a menstruação, saiba que o sangramento vaginal é normalmente rosa ou castanho-claro e não tem fluxo contínuo.

  • Alterações no muco cervical

Se costuma estar atenta ao seu muco cervical e se notar que o mesmo se torna mais espesso e esbranquiçado e permanece assim após a ovulação, é um importante sinal de que pode estar grávida.
À medida que a gravidez avança, é normal que sinta também um aumento da secreção vaginal, chamada leucorreia. Este corrimento, desde que seja fino e branco, é perfeitamente normal. No entanto, se o mesmo lhe parecer grumoso ou espesso, fale com o seu médico.

  • Urinar mais frequentemente

Logo duas a três semanas após a fecundação é normal começar a sentir uma vontade constante de urinar. Este aumento da frequência urinária deve-se ao facto da hormona hCG aumentar o fluxo sanguíneo para os rins e, consequentemente, aumentar a quantidade de urina.

Por outro lado, o útero começa simultaneamente a exercer uma maior pressão sobre a bexiga, o que faz com que exista menos espaço para reter a urina. Desta forma, vai sentir vontade de ir mais frequentemente à casa de banho.

  • Mudanças de humor

Muitas futuras mães sentem alterações de humor, causadas por alterações hormonais. Por volta das 4 semanas de gravidez pode experienciar alterações no humor como se estivesse com TPM (tensão pré-menstrual). Mais tarde, no primeiro trimestre, e muitas vezes durante toda a gravidez, é normal que sinta muitas alterações de humor ao longo do dia: num momento poderá estar de bom humor, e no minuto seguinte sentir-se ansiosa ou mais em baixo.

Para além das hormonas da gravidez, a verdade é que a sua vida está prestes a sofrer uma grande mudança, sendo perfeitamente normal e expectável que o seu humor possa ficar alterado.

Procure fazer o que estiver ao seu alcance para descansar, comer bem, dormir o suficiente e mimar-se.

  • Inchaço

Se sente dificuldades em abotoar a sua roupa, saiba que este pode ser mais um sinal de gravidez. O inchaço da gravidez pode ser difícil de distinguir do inchaço pré-menstruação mas, na verdade, é um sintoma inicial de gravidez que muitas mulheres sentem pouco depois da conceção.

A progesterona é a hormona que causa esta sensação de inchaço e também de fome. Isto acontece porque esta hormona retarda a ingestão, dando aos nutrientes dos alimentos ingeridos mais tempo para entrar na corrente sanguínea e chegar ao bebé.

Por norma, o inchaço é ainda acompanhado pela obstipação, pelo que deve procurar seguir uma dieta rica em fibra.

  •   Azia e indigestão

Para muitas futuras mães, a azia é um sintoma que aparece por volta do 2.º mês de gravidez, e pode ser bastante incómodo. A azia é causada pelas hormonas progesterona e relaxina, que ao relaxar os tecidos musculares em todo o corpo, faz com que os alimentos se movam mais lentamente através do seu trato gastrointestinal.

As pastilhas ou alguns medicamentos efervescentes podem ajudar a aliviar esta sensação de azia, tal como mastigar pastilhas sem açúcar.

  •    Aversão alimentar

Pelo facto de o seu olfato estar mais sensível, pode surgir outro sinal associado normalmente à gravidez, que é a aversão alimentar. De facto, durante a gravidez, ver ou cheirar certos alimentos de que habitualmente gosta podem enjoá-la ou mesmo contribuir para os seus enjoos matinais.

Embora este sinal não seja normalmente um dos primeiros a surgir, tende a aparecer no primeiro trimestre. Mas não se preocupe, dado que a partir do segundo trimestre, por norma, esta aversão a alguns alimentos tende a desaparecer.

  •    Excesso de saliva

Também chamado ptyalism gravidarum, algumas futuras mães mencionam sentir uma maior acumulação de saliva no início da gravidez. Este sinal começa normalmente durante o primeiro trimestre, e pensa-se que seja a forma do seu corpo proteger a boca, dentes e garganta dos efeitos corrosivos do ácido estomacal.

É normal que nas primeiras semanas possa não se aperceber de nenhum destes sintomas que referimos, ou que não os associe a uma gravidez. Existem muitas mulheres que indicam não sentir nenhum sintoma nas primeiras semanas, enquanto outras referem sentir todos eles logo nos primeiros dias após conceção.

Se está desconfiada que está grávida, faça um teste em casa, fale com o seu médico ou realize uma ecografia. Caso se confirme a gravidez, relaxe, e prepare-se para a maior e melhor aventura da sua vida, que está prestes a começar!

Categories: Saude